Legionela

Mas afinal o que é a legionella? A legionella é uma doença provocada por uma bactéria, Legionella pneumophila (SG1), relacionada a 90% dos casos de doença do legionário. Outras espécies poderão ser a L. longbeachae, L. bozemnii, L. micdadei, L. feelei, L. gormanii e L. spiritensis A Legionella é uma bactéria que, quando na natureza em meio hídrico (rios, lagos e aquíferos), não atinge concentrações susceptíveis de desencadear a doença em humanos, habitualmente. No entanto, quando as condições forem propícias, estas bactérias podem desenvolver-se de forma espantosa nos sistemas de abastecimento de água domésticos e industriais, tais como tubagens, chuveiros, acumuladores de água quente, depósitos de água fria. Outros locais onde foram detetados surtos de legionella: sistemas de ventilação e ar condicionado, lagos ornamentais e até em peixarias com sistemas de humidificação do pescado. Especialmente favoráveis são temperaturas entre os 20ºC – 50ºC e nutrientes, como biofilmes misturados com óxidos e cal. A forma de contaminação é por inalação de aerossóis de redes infetadas, conforme já referido, em instalações de chuveiros, torneiras, equipamentos de terapia respiratória, termas, piscinas, SPAs, etc. Mas de que forma poderei eu ser contaminado? Em primeiro lugar existe sempre uma suscetibilidade pessoal variável, que poderá ser influenciada por factores como a situação de depressão imunitária provocada pelo estado de doença, as idades, com especial atenção para as crianças e os idosos, entre outros. De que forma se manifesta a doença? Através de duas formas:  (1)    Doença do Legionário: pneumonia, com período de incubação de dois a dez dias (2)   Febre de Pontiac: infecção brônquica respiratória autolimitada, com período de incubação de entre horas e dois dias. Estas doenças, especialmente a doença do legionário, são responsáveis por um número elevado de mortes. Infelizmente em Portugal não se faz a identificação sistemática da pneumonia como doença do legionário, pelo que haverá uma sub-notificação da sua incidência. Como poderei prevenir a doença do legionário? Desde logo deverá tomar atenção aos sistemas de água de locais públicos, especialmente de água quente, como acumuladores de água quente, chuveiros, sistemas de ventilação e ar condicionado de edifícios, SPAs, saunas, ginásios e certificar-se que os mesmos possuem um plano de prevenção da legionella, obrigatório por lei e que o mesmo está a ser cumprido. Medidas como a desinfeção de circuitos de água e de ar, desinfeção de espaços interiores, amostragem de águas para contabilização da presença de legionella, são essenciais para a prevenção destas doenças. Em sistemas domésticos é mais difícil o aparecimento de surtos da doença, embora possam ocorrer. Se tiver alguma duvida não hesite em nos contactar, tentaremos oferecer a melhor resposta para o seu problema,